BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

domingo, 21 de maio de 2017

A PEDRA NEGRA

Um dia eu fui por conta própria fuçar um local que havia descoberto em minhas viagens astrais. Já vagava sem a necessidade de companhia. Claro, que nem sempre tudo dá certo. E nesse dia, resolvi levar comigo o espírito de uma amiga que ficava me atormentando para me acompanhar em minhas espionagens espirituais. Já sabia entrar e sair do mundo espiritual sem ajuda de ninguém. Muitos condenavam-me, e sempre me condenaram, porque fazia essas coisas, que segundo eles, era perigoso e violava o equilíbrio astral.

Nunca fui de importar com equilíbrio astral. Até porque, eu nunca vi equilíbrio nenhum regendo nada. Somente um caos crescente e destruidor que estava cada vez mais perto do mundo dos homens. Como ainda não sabia exatamente o que vim fazer aqui neste mundo, mas já tinha ideia de que não era um espírito humano, sentia-me movida por uma força poderosíssima, à sempre ficar de atalaia vigiando as entradas dos outros mundos espirituais que já conhecia, e que fora levada a conhecer por intermédio de outros espíritos.

Os guardiões de muitos desses mundos, que também posso chamar de céus, e que também são universos, já conheciam-me, e sempre permitiam-me passar, sem que nenhum espírito me incomodasse. Mas, nesses dia, eu tinha avistado uma floresta desconhecida de meus olhos, e algo muito tenebroso chamou-me pelo nome de lá de dentro. Decidi não adentra-la, porque senti que precisava preparar-me para fazer essa visita inesperada. Retornei para o mundo dos homens morrendo de curiosidade e ansiedade para retornar lá, e adentra-la.

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers