BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

sábado, 1 de abril de 2017

UMA VIAGEM À CHINA III

A mesa do jantar estava linda e farta, de cara já olhei para as caças -mas que também podia ser cachorro porque lá eles comem isso tudo.- e eles indicaram-me para que sentasse na outra cabeceira da mesa, fiquei tímida pois reconheço o significado desse gesto quando ele acontece diante dos meus olhos, e sabia exatamente o que aquela casa estava fazendo comigo. Reverenciei-os e agradeci muitíssimo, e não me demorei a sentar. A filha foi quem teve a honra de servir-me, com tanta delicadeza, que acalmou minha fome, e abriu-me um apetite magnifico. Tomamos muito huangjiu, comemos muito, e rimos muito pois conversamos sobre coisas do passado e do presente.

O huangjiu começou alterar meu estado mental, e eu deixei pois era o vinho amarelo chinês, preparado e feito há muito tempo por aqueles espíritos, que não sei como, mas conseguiram fazer um arcano, que os ligou direto a mim, antes mesmo, que eu encarnar-se neste mundo, e eu iria beber aquela bebida alcoólica até a hora que os anfitriões quisessem servir-me. Eles estavam muito mais curiosos do que eu, seus espíritos ansiavam por minhas palavras de novidade, e eu estava querendo esquecer toda aquela sensação que transladação provocou em mim.

Eles contaram-me que há muito tempo o espírito da China havia sido aprisionado por uma grande maldição, que fez com que  o espírito dessa grande nação fosse quebrado e isolado, segundo eles, em uma grande montanha localizada em outra nação, mas que quando os antigos espíritos da China, souberam que esse grande mal se aproximava e era inevitável, uniram-se para fazer um grande feitiço, que deu ao espírito da China, o poder para ser libertado de sua prisão, no dia que o futuro dependesse do passado para continuar, e que assim  foi feito, mas todos que participaram desse ritual, foram mortos decapitados e pendurados na frente de suas casas por sete dias, e muito sangue jorrou sobre a terra e muito pranto ecoou naqueles dias.



Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers