BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

quinta-feira, 6 de abril de 2017

O RAIO DESCENDENTE

Amanheceu um dia lindo naquele domingo. O sol estava brilhando tão intensamente que chegava cegar a gente. Mas eu amanheci desconfiada de tudo. Sempre tenho essas sensações premonitórias. Elas começaram aparecer desde os meus três anos, depois que vi um homem descer do céu por uma escada branca que nascia de uma nuvem que tomou todo o firmamento. Desde então, o mundo espiritual tornou-se minha realidade, e quando estou nele, a matéria se paralisa e eu consigo discerni-la pelo poder do Espírito de Deus, que sempre fez sua voz me anunciar as novidades das coisas.

Eu havia sonhado com uma raio matando muita gente durante a madrugada. No sonho ele caía no meu de um aglomerado de pessoas que estavam se divertindo e, abri meus olhos com aquela sensação que algo muito ruim iria acontecer. Aquele raio iria cair mesmo, mas eu não sabia onde, somente que seria um lugar com muita gente se divertindo. Fiquei a manhã inteira apreensiva e incomodada andando de um lado pro outro sem sossego.

De repente um som estoura em meus ouvidos e dispara meu coração. "Vão se arrumar que nós vamos todos para a Associação dos Comerciantes!". Pronto, eu já sabia onde o raio iria cair. "Eu não vou!", falei para meu pai biológico. Coisa que não adiantou nada pois ele me obrigou a ir. E lá fui eu atormentada pelo sonho que havia tido. Eu sabia que o raio iria cair. E fui me pegando com todo santo, demônio, Deus, o Diabo, anjos, luz e trevas, pois sabia que precisaria de toda ajuda possível para sobreviver àquela situação de perigo e medo.

No Amazonas quando chove, até as panelas tremem penduradas na prateleira. O chão treme. E o céu fica coberto por uma teia de raios que capturam todo o firmamento, e depois explodem com trovões ensurdecedores que deixam o ouvido zumbindo. É assustador! São praticamente dez raios para cada pingo d'água que cai. ´Não tem caboclo que não tenha medo. Quando se estar no meio do roçado, é mais seguro procurar um lugar descampado e longe de árvores enormes pois tanto os raios descendentes quanto os ascendentes, sempre nascem ou caem nesses lugares mais altos.

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers