BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

sexta-feira, 24 de março de 2017

O NEGUINHO IV

Ela imediatamente repreendeu-me para que eu parasse de chorar pois naquele dia as lágrimas eram dela, era ela quem queria e iria chorar, mas não de tristeza, e sim de alegria.

-Não chore curumim feiticeiro. Pois eu sei que Deus ouviu meu pedido de socorro. Agora sei que serei libertada desta prisão na qual estou. Estou cansada de carregar esse fardo, e acho que chegou a hora da natureza me dá liberdade que meu espírito sonha e merece. Obrigada por responder meu chamado, meu filho! Fiquei em dúvida se você ouviria. Pois sei que os que te guardam poderiam não permitir que você ouvisse meu chamado, pois teu dom é maior que o meu, e o maior que já vi.

-Eu parei de chorar na hora, olhei em seus olhos, e vi que o que estava brilhando neles, não era uma vida esvaindo-se, era seu espírito pleno e forte, com toda a força e poder de uma feiticeira antiga e velha. Tão antiga que estava cansada de carregar o peso de seu dom de feitiçaria. Ela como eu, não teve opção, foi quase que obrigada a aceitar a carregar sua cruz. Era a sétima filha primogênita de uma família de feiticeiras, daquelas que nascem e aprendem somente com a força de seu próprio dom, e da natureza que é a mãe da feitiçaria.

-Eu sei o que a senhora quer de mim, e eu aceito, Dona Lolita. E também sei o isso significa para a senhora. Já fui avisada de tudo que está acontecendo com a senhora, e o que terei de fazer por você. Mas confesso que gostaria de vê-la molhando suas plantas e cuidando de seu jardim por muitos anos ainda. A senhora sabe que posso prolongar um pouco mais sua vida. Mas também sei que a senhora já está cansada, e quer muito descansar dessa cruz. Mas eles também disseram-me que você é que decidiria tudo e me ensinaria e falaria sobre o que devo fazer.

-Ela olhou-me bem dentro de meus olhos, e nossos espíritos se comunicaram e se uniram, e tudo que estava passando em sua mente eu pude perscrutar, e toda a casa dela foi cercada por um vento tempestuoso, e pude ouvir toda a sua casa falando comigo, e ela abriu uma dimensão dentro de próprio espírito, e nos colocou dentro dela e então pronunciou palavras que somente uma feiticeira que conhece muito de seu próprio dom e poder tem coragem para dizer tal coisa. Meu espírito estremeceu e eu quase perdi a consciência.

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers