BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

terça-feira, 21 de março de 2017

O DÉCIMO SEGUNDO CAVALEIRO DE JAZEL

Então um silêncio opressivo caiu sobre todos os homens e os espíritos, e ninguém mais possuía voz para falar, muitos ficaram desesperados e jogavam-se de cima dos prédios e montanhas, outros ateavam fogo em seus próprios corpos, mas nada vivo podia morrer, e o que estava morto, não podia mais ser revivido. Foi então, que uma grande voz soou nos céus, e tudo voltou-se para o dono daquela voz, e era o mais terrível e tenebroso entre todos os cavaleiros, pois era uma legião de principados que falava, a legião que todos os antigos homens e antigos espíritos temiam encontrar ou vê-la.

E sem jurar ou levantar suas mãos  para o céu, abriu sua grande boca, e pronunciou palavras indescritíveis, e todos estremeceram ao som de sua voz, que parecia milhões de vozes falando ao mesmo tempo, palavras completamente diferentes, e era impossível se compreender qualquer coisa que estava sendo dita por aquele principado. Vozes gritavam desesperadamente e gemiam de dor, aprisionadas dentro do espírito daquela legião, e pediam a Deus que não deixasse aquele principado pronunciar seu nome sobre a terra.

Um outro anjo de luz que assistia a tudo junto comigo, pediu a Jazel que poupasse os homens e a natureza da terra, e que ordenasse ao Décimo Segundo Cavaleiro, que não pronunciasse seu maldito nome sobre todos, mas Jazel ignorou ao pedido do anjo de luz, e aquilo muito me assustou, pois já sabia o que significava e qual era o nome do Décimo Segundo Cavaleiro de Jazel, e mais vozes gritaram e gemeram de tormento e dor, e pude perscrutar o espírito daquela legião, e não vi misericórdia em seu julgamento.

Seu cavalo soltou sete vezes para trás, e sete vezes para a frente, e a lua tornou-se como o sol, mais brilhava em plena meia noite, sua luz estava tão forte e intensa, que queimava a pele de alguns homens e mulheres, somente as crianças não eram atingidas, e levantou suas patas dianteiras para o céu, e aquela legião abriu sua boca, e bradou com grande voz "Esta terra é minha, assim como estes espíritos são meus, assim como é meu também o direito de devorá-los e consumi-los, pois meu nome é TERROR NOTURNO, E A MIM PERTENCE O DIREITO DE ATORMENTAR O QUE ESTIVER EM MEU CAMINHO E DEVORÁ-LO!", e todos caíram de joelhos sobre o chão, e então, o homem sentiu medo e pavor.

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers