BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

domingo, 10 de julho de 2016

AS DUAS CIGANAS XIII

As Duas Ciganas Sagradas falaram-me o que significava aquela carta que trazia uma coroa desenhada em sua face. Elas disseram que aquela coroa era o poder que ainda estava oculto, e que se revelaria um pouco mais de tempo para o futuro, e que era para o futuro a manifestação daquela coroa, e que aquela coroa havia sido entregue a mim por um motivo também oculto, mas que o anjo que manifestaria o poder daquela coroa, estava um pouco mais de tempo para o futuro também.

Elas disseram também que eu tinha escolhido um duro caminho, quando aceitei aquela coroa das mãos de Deus, mas que eu não lembraria antes do tempo, o porque daquela coroa ter sido entregue a mim, e que eu era muito corajosa por ter aceitado tal coisa, mas que também, muitos ouvidos e olhos haviam visto e concordavam comigo, e decidiram ajudar-me em minha caminhada.

Elas disseram-me que meu caminho era solitário sobre a terra, mas que essa solidão só seria no amor, mas que na batalha que decidi levantar eu seria acompanhada por multidões de homens e multidões de espíritos, e que eu teria a ajuda da luz e das trevas, mas que eu cuidaria de muitos, e teria pouquíssimo tempo para cuidar de mim.

Elas também falaram-me que eu tinha a benção das ciganas para me ajudar com sua prosperidade, e que muitos precisariam de ajuda, e sempre a achariam em minha porta, e que minhas portas e janelas estariam para sempre abertas para qualquer um que precisasse de abrigo e comida. E que eu nunca deveria olhar para trás, depois de ver a coroa de ouro que estava naquela carta sagrada.

Depois elas mandaram-me tirar uma segunda carta, e mais uma vez eu enfiei minha mão dentro do circulo de raios violetas, até que ela chagasse na segunda mesa, que estava bem a baixo de nós, e mais uma vez uma dor terrível tomou conta do meu corpo, e foi imensamente mais intensa que a primeira vez, que até meus olhos escureceram, e meus joelhos tocaram ao chão, mas eu levantei-me com toda força que eu pude encontrar em meu espírito, e consegui pegar a segunda carta e tirei-a de dentro do círculo.

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers