BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

terça-feira, 28 de junho de 2016

O ANJO DE LUZ V


O sol daquele anjo tornou-se como sol de  meio dia e seu brilho era tanto que poderia cegar o olho de quem olhasse diretamente para ele, mas eu não tive medo da força e do calor de seu sol, e me afastei mais dois passos, e então, uma lua enorme nasceu atrás de minhas costas, e tornou-se  forte como uma lua cheia, quando clareia tudo com sua luz prateada, e colocou-se atras de mim com uma lua cheia em plena meia noite.

Então o sol daquele anjo brilhou tão intensamente que tudo que havia atrás dele foi consumido pelo calor da luz daquele sol terrível, e parte do vilarejo que estava atrás das costas dele, foi destruído pelo fogo da luz daquele sol que se ascendia atrás das costas daquele anjo de luz. Então a lua atrás das minhas costas também brilhou intensamente mas não consumiu nada com sua luz, e tudo atrás das minhas costas ficou prateado.

Eu sabia que aquele anjo não era um espírito tolo, então, dividi mais uma vez o meu espírito, e um espírito meu atravessou a glória daquele anjo, e eu pude ver por detrás das costas dele, e vi que ele era na realidade um arcanjo de luz, e que ele estava ali para me impedir de seguir meu caminho, e que eu não poderia subestimá-lo, pois ele era realmente poderoso, um príncipe do reino da luz, que estava com a missão de atravessar meu caminho e destruir toda a possibilidade de eu cumprir meu propósito, e vi também que seu sol não havia manifestado sua glória.

Então, o meu espírito que estava do lado de cá, ascendeu-se, e uma nuvem negra e tenebrosa levantou-se atrás das minhas costas e cobriu todo céu que a lua cheia de meia noite estava banhando de prata, e raios e trovões começaram a cair sobre a terra que estava atrás de mim, crateras enormes eram abertas pelo poder dos raios e dos trovões, e um vento tempestuoso começou a soprar, também vindo de detrás de mim, e arrancou árvores e casas, rachou rochedos enormes, e destruiu montanhas inteiras, e por onde o vento soprava, tudo era reduzido a pó. 

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers