BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

sexta-feira, 17 de junho de 2016

DONA BINHÍ A GRANNDE FEITICEIRA XXI

Depois de ter soprado a fumaça na coluna da Solange, Dona Binhí sugou com sua boca o mal que havia dentro do corpo dela, e a fumaça que ela soprou na coluna da Solange, percorreu todo o seu corpo, e arrancou o mal que estava devorando seus  ossos e atrofiando seus músculos. Eu estava vendo o que mais ninguém naquela casa estava vendo, eles estavam com medo, e eu estava assustada e admirada com o poder daquela feiticeira.

Seus espírito saiu de seu corpo e  flutuou até as duas cobras que estavam secas em seu porto, e  soprou em suas bocas o seu espírito e o mal que havia arrancado do corpo da Solange, e os espíritos das serpentes voltaram para seus corpos, e eles viveram novamente. Então, Dona Binhí despediu e agradeceu aos espíritos da cobra negra e da cobra prata por terem ajuda-a a curar a Solange.

As duas cobras voltaram para sua casa, e o espírito de Dona Binhí voltou para seu corpo, e o meu voltou para o meu. A Solange levantou-se do lugar onde estava sentada, mas o mal já não estava mais em seu corpo. Dona Binhí também abriu seus olhos, e disse que tudo estava feito, e que o mal havia deixado o corpo da Solange, mas eu já sabia pois tinha visto tudo, deitada da rede onde estava.

Voltamos para casa, todos felizes pela cura da Solange, que já dava sinal de melhoras. Sua perna esquerda já havia engrossado uns dois centímetros em menos de duas horas, era realmente assustador o poder daquela feiticeira. Mas eu nem lembrava mais do problema da Solange, minha mente estava pensando nas palavras que Dona Binhí disse ao meu espírito, quando estava devolvendo os espíritos das cobras que haviam encostado no porto de sua casa, onde me disse onde era a casa das duas cobras grandes, e ainda disse que eu poderia invocá-las, que elas me responderiam pois já me conheciam, e sabiam que meu espírito podia chamá-las, que elas ouviriam e viriam ao meu encontro mas que eu nunca deveria ter medo quando elas chegassem. E eu decidi invocá-las, e elas responderam.

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers