BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

sábado, 11 de junho de 2016

A COBRA GRANDE DO AMAZONAS II


              As duas cacetadas com o remo que seu Raimundo deu na cabeça daquela sucuriju nem sequer feriram-na, somente pequenas escoriações que nem sangraram, apareceram superficialmente sobre a pele negra de sua cabeça. Seu Raimundo mais que de pressa deu mais quatro cacetadas naquela sucuriju, que violentamente voltou-se contra ele com um bote que quase acertou o rosto daquele caboclo experiente, que esquivou-se desequilibrando-se sobre a proa do casco.

              Eu mais que de pressa também manejei com o remo a popa do casco, para que seu Raimundo não caísse dentro d'água, tornando-se presa fácil para aquela cobra grande. A sucuriju é uma serpente poderosa, suas escamas são negras como piche, que brilham como diamantes negros quando expostas ao sol. Ela não possui veneno, mas sua boca possui muitos dentes, tantos, que até o céu de sua boca possui dezenas de presas afiadas e curvadas para dentro, que não saem de jeito nenhum quando enterradas na carne de suas indefesas presas.

              Além disso, a sucuriju tem o poder de hipnotizar suas pressas, que geralmente são pegas por seu bote, sem nem se sequer perceberem que foram agarradas pela boca da cobra grande. A sucuriju também possui muita força, com certeza não há nenhuma outra serpente tão forte como a sucuriju, que as vezes fica tão grande, que chega a ser capaz de engolir touros com chifre e tudo. Ela é silenciosa, e quase nunca se sabe onde é seu buraco, somente caboclos experientes conseguem sentir seu cheiro de longe, assim também como as feiticeiras conseguem sentir seu chiado e sua energia de longe.

              A sucuriju é tão poderosa, até mesmo uma feiticeira velha, experiente em encantamentos, perita nas rezas e credos, conhecedora de orações poderosas, anda apreensiva e alerta sobre as águas negras de qualquer rio que tenha sucuriju espreitando por debaixo d'água. Uma sucuriju furiosa, é capaz de afundar um braco de setenta e dois pés com uma única rebanada que ela der com seu rabo, fora que seu bote é sempre seguido pelo laço que corpo dá para prender sua presa em seu abraço de contração mortal.

              Foto do site noamazonaseassim.com.br

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers