BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

segunda-feira, 16 de maio de 2016

O PLANETA ZAION

Sempre andei espiritualmente por todos os lugares, já fui e conheci tantos mundos espirituais que nem consigo contar. Mas, um dia eu estava na casa de um casal de bruxos que me ajudaram a evoluir o meu espírito. Eu precisava ganhar novos poderes, mas dessas vez, eu teria que ficar bastante tempo com esse casal de bruxos para conseguir transcender minha espiritualidade, eu estava estagnada e bloqueada, pois uma batalha ferrenha havia se formado há alguns anos, e eu não venceria se não evoluísse rapidamente, meus inimigos estavam mais fortes e mais violentos, e eu estava preste a perder a próxima luta por estar sem evoluir já há algum tempo.

Estávamos no meio do processo de evolução, eu estava indo muito bem, e naquela noite, finalmente eu tive fome, depois de uns quatro a cinco dias sem conseguir comer nada de comida terrena. Levantei-me da cama onde estava dormindo, e fui até a cozinha pegar alguma coisa para comer, quando estava entrando dela, senti que algo estava me seguindo, parei debaixo do umbral da porta, sem olhar para trás, e perguntei quem estava me seguindo. 

Nenhuma resposta foi me dada, mas a presença ainda continuava ali perto de mim, chegou até a arredar a cadeira que estava do outro lado da mesa, e jogou a vasilha de pão no chão. Eu continuei comendo sem dar atenção àquela manifestação espiritual, uma manifestação metafísica, pois nada disso me é estranho, sou acostumada com isso desde os meus três anos de idade. Depois que terminei de comer, voltei para meu quarto, e aquela presença continuava me seguindo, não queria me fazer mal, mas faria a qualquer outra pessoa, pois era uma energia muito poderosa e antiga, pelo que eu estava conseguindo perceber daquela presença.

Quando cheguei no quarto, percebi que ele estava aquecendo naturalmente, como se uma lareira estivesse acesa debaixo da minha cama. Levantei-me novamente, e fui até à janela, abri-a, e quando olhei para cima do muro, assustei-me com a quantidade de gatos que estavam ajuntando-se em frente à janela, como se soubessem que algo estava acontecendo ali dentro do meu quarto. Eles miavam e rosnavam como se estivessem todos no cio. Fiquei ali encostada no batente da janela admirando aquela quantidade de gatos, e que a cada segundo chegavam mais. Eles pareciam estar vindo de todos os lado, e estavam amontoando-se em frente à janela do meu quarto.


Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers