BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

TRANSEXUALIDADE NA INTERNET


A internet me permitiu construir o meu sujeito a partir das redes sociais. Acho que se tivesse permanecido no Amazonas, eu não teria conseguido ser uma transexual empoderada, socialmente, profissionalmente, emocionalmente e psiquicamente. Estar no sudeste brasileiro me permitiu ter acesso a esse tipo de ferramenta de mídia, para construir meu novo sujeito a partir das redes sociais mais acessadas da internet.

Uma transexual ser capa de uma revista, ter um texto seu publicado na integra -Nunca me senti tão respeitada como desta vez! Já tive outras publicações mas sempre cortavam alguma parte do texto. A revista Love & Pop ( Para ler a entrevista na integra é só clicar no link no nome da revista)  respeitou toda minha história, publicando meu texto sem corte nenhum. - na atualidade, é uma oportunidade grandiosa de voz dada  para essa minoria da sociedade brasileira. Que me ajudou e ajuda muito à luta dessa minoria -transexuais, travestis e transgêneros...- que existe marginalizada não na prostituição, mas na ausência e desrespeito dos seus diretos de estado.

As novas gerações que virão não farão parte dessa vizeira-de-burro, que faz com que sejamos invisíveis aos olhos da sociedade, família, justiça, política e religão, e nos enxergarão com mais respeito e dignidade. Mas a internet me deu esse poder agora! Então, já sou na internet o que meus documentos provarão depois. Eu já existo, e o Google prova isso. Bastar perguntar à ele em voz alta falando somento o meu nome, e ele já responde indicando o nome da minha escola de música e o endereço. Isso é fantástico! O quê me falta nos meus documentos, eu já tenho na internet, e é legítimo.

É o mesmo empoderamento que ter uma empresa que leva o seu nome social, já te faz ter a sessão que você existe. Pois o quê a justiça e a política brasileira fazem com a gente é desrespeitoso, desumano e inconstitucional. Mas no mundo globalizado, onde a velocidade de informação é na velocidade da luz, somos vistos por todo o mundo, o que nos torna legítimos em quanto sujeitos. Hoje a insternet é o quintal da minha casa. Onde construo minha vida, dando forma à ela a patir do que escrevo, seja no blogspot, no facebook, no twitter ou em outras redes sociais. Isso tudo me deu visualização suficiente para usar exatamente toda essa realidade do meu sujeito como mulher-transexual dentro do universo da mídia, no meu processo de retificação de nome -a mudança do nome de registro no meu caso, pois não cheguei ser batizada quando era criancinha! Graças a Deus! - e fortaleceu e muito a minha história na avaliação psicológica.

A internet é uma ferramenta magnífica na luta por nossos direitos e iguldade de estado. Acho que transexuais e travestis e transegêneros... deveriam aproveitar esse meio de comunicação grandioso para construirem seus sujeitos que são subjetivos tanto quanto a internet. Mas ao mesmo tempo, existem em suas realidades imanentes: Transexuais mudam suas mentes e corpos para refletirem sua essência; A internet muda atualizando suas páginas para continuar atraente visualmente. E assim a vida inteira muda junto com a tecnologia. Graças a Deus! O conhecimento e ciência se multiplicam rapidamente, muito mais rápido que a cultura e religião.
Fica aqui meu emocionado agradecimento à Revista Love e Pop, principalmente, Leandro Casimiro!
Foto da capa da revista é do Profº Luiz Carlos, à quem também vai meu sincero agradecimento por tudo!





 

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers