BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

SEXO É SANTO

Quando Deus criou o homem para dominar sobre todas as coisas no jardim do Éden, criou também para ele, o sexo, e o abençoou. Quando este mesmo homem pecou comendo do fruto da árvore do conhecimento do Bem e do Mal, e tornou como Deus, e foi expulso do Jardim, o sexo continuou abençoado.

O sexo não foi criado só para que o homem se multiplicasse. Acima de tudo, ele foi criado para dar prazer ao homem. Para que homem goze sem estar feliz. O gozo do sexo carnal é sombra do gozo espiritual. Só goza no espírito quem já gozou na carne. Não adianta o homem querer reduzir o sexo à procriação, pois sua missão principal é dar prazer ao homem, e não multiplicá-lo sobre a face da terra. Isto só foi necessário no início da criação. Imagina se homem tivesse continuado a se multiplicar desenfreadamente, não haveria lugar para todos neste planeta. Por isso, creio que Deus criou os gays, os estéreis, e não se assustem, os gays religiosos assexuados, sim, eles existem. Para paralisar a multiplicação desenfreada do homem sobre a terra.

O sexo é uma benção, tantos para os héteros, quanto para os gays. Sexo é sexo. Não há regras no sexo. Não há pudor numa relação sexual. O sexo é instintivamente animal. É onde o homem perde sua cabeça, literalmente, e é devorado, literalmente, por seus desejos mais primitivos. Mas também, é o que lhe torna a coisa mais prazerosa desta vida.

Usar o sexo para condenar os gays, não tem fundamento bíblico, pois o sexo é para o homem gozar, e o gozo é para o homem regalar-se de prazer carnal. Os gays não fazem sexo para multiplicação, mas para gozarem da maior benção que Deus lhe deu, o gozo. Homens que nunca fizeram sexo anal deveriam experimentar, pois afirmo com toda certeza, eles nunca gozaram do sexo divino.

Não há como uma benção tornar-se maldição. Não há como o sexo ser pecado. O homem não é condenado por fazer sexo, seja com homem ou com mulher, pois é da sua natureza humana gozar fazendo sexo. O desejo sexual é intrínseco do homem. É natural para o homem desejar fazer sexo, e gozar fazendo sexo. A natureza é soberana, e está sujeita ao domínio do mal, e só será liberta quando o homem libertar-se para gozar eternamente do sexo divino abençoado pelo próprio Criador.

Se há uma coisa pela qual agradeço a Deus todos os dias, é o sexo!

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers