BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

O ANJO JAZEL V


             Um dos anjos que seguiam Jazel, ficava do seu lado direito o tempo todo um pouquinho mais atrás, e confirmava todas as suas palavras. Ele montava um dos cavalos cinza, o segundo maior entre todos os cavalos. O tamanho de cada cavalo era de acordo com a sua posição em relação à posição de Jazel, que era o primeiro e possuía quatorze cavalos montados por quatorze anjos distribuídos em ordem segundo sua importância e poder.

             O anjo de que ficava à direita de Jazel, tinha quinze anos de idade, era o segundo em poder e importância. Sua beleza superava a de Jazel. Era o mais lindo entre todos os anjos que montavam os quinze cavalos. Possuía um diadema  em sua testa que continha um grande diamante que reluzia conforme sua voz confirmava as palavras de Jazel. Era o preferido de Jazel e ficava ao seu lado o tempo inteiro. Sua fidelidade a Jazel era impressionante. Não havia dúvida em seu coração. Sua segurança e certeza em tudo que Jazel falava era sem questionamento nenhum. Ele estava sempre à disposição de seu líder. Seu olhar era firme e nem de longe parecia ser de um jovem de quinze anos. Era um anjo que demonstrava muito poder e muita autoridade em si.

             Jazel tinha muita admiração pelo jovem anjo. E enquanto falava conosco, só referia-se ao anjo que ficava sempre do seu lado direito. Mas, também havia do seu lado esquerdo um pouco mais atrás do anjo que ficava do lado direito, um outro anjo que montava outro cavalo cinza, o terceiro maior cavalo entre todos os quinze. Mas o que mais assustou-me era que o anjo que montava este terceiro cavalo era uma menina de apenas sete anos de idade. No entanto, sua aparência infantil não enganava-me, havia muito poder naquele pequeno anjo. Seu olhar era mais terrível e poderoso do que o olhar de Jazel e do anjo que ficava à sua direita. Seus olhos eram negros como piche, e mostravam o quanto aquela pequena menina de sete podia ser sombria. Não havia piedade em seus olhos, pelo contrário, mostravam uma capacidade de matar e destruir que nenhum dos outros anjos possuía, meu corpo estremeceu só de olhar em seus olhos profundos como o oceano em uma noite sem luar.

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers