BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

FAZENDO PIRACUÍ DE BODÓ


           No Amazonas, é muito  comum as pessoas comerem algo chamado Piracuí. Uma comida típica de lá, principalmente no interior. Os caboclos adoram. Não há quem não goste  de Piracuí. Com  ele se faz muita coisa, pirão, bolinho, torta, sopa e o que eu mais gosto de comer, a farofa de Piracuí.

            O Piracuí é feito de bodó, mas tem piracuí de tudo quanto é peixe. O bom mesmo, é o Piracuí de Bodó, uma peixe cascudo que tem no Amazonas que é uma delícia, cozido, assado, até o estrogonofe de Bodó com leite de castanha do Pará eu já vi e comi. Esse peixe é maravilho, seu sabor é inigualável. O bicho é bom demais aquelezinho e aquelazinha!

            Mas, o que eu quero contar como se faz hoje, é essa maravilha chamada piracuí. Tem gente no Amazonas que é prosa, e não come Piracuí por que diz que é comida de pobre. Bom, tanto faz de quem é essa comida, se tiver na mesa eu como até minha barriga estufar e não tenho medo nenhum de cometer o pecado da gula.

             Pra fazer o Piracuí é muito simples. Agente pega uns cem Bodós, assa todos na brasa com a guelra e o bucho, do jeito que o bicho vem da água, assim mesmo a gente bota pra assar. Depois que eles estão todos assados, é só deixa esfriar. Quando eles tiverem frios, a gente começa a tirar a casca com as mãos, quebra-se a cabeça, e vai colocando tudo dentro várias bacias grandes.

             Quando todos já estiverem limpos, começamos a retirar os ossos, e  colocar novamente a carne separada em outra bacia. Com a carne dos Bodós toda limpa de espinhas, se bem que no caso do Bodó, elas não oferecem perigo, pois são grande e é muito difícil de se engolir uma sem  percebê-la antes, há não ser que o caboclo seja besta demais pra engolir um osso do tamanho de um dedo indicador, pois as espinhas do Bodó são grandes demais.

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers