BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

quarta-feira, 9 de abril de 2014

OS QUATRO BRUXOS XV

Francisco voltou a reluzir com muita intensidade, seus olhos tornaram-se novamente duas tochas de fogo azul, era um espírito lindo, eu o admirava da escuridão onde estava, mas minha voz já não o alcançava, ele virou de costas para a mulher do véu negro e caminhou reluzindo sua Luz Azul com a cabeça abaixada até a margem da ilha, e disse à menininha de um ano e meio que já estava livre e do outro lado da lagoa: -Não tenha medo deles, use seu poder e faça sua luz resplandecer nesta noite escura e tenebrosa, com certeza eles irão tentar impedir que os outros espíritos sejam libertados, e isso não será uma luta justa, prepare-se! A menininha começou a chorar lagrimas que reluziam como um cristal e caiam sobre o chão da margem da lagoa, onde estava flutuando a uns dois metros de altura da terra. Suas lágrimas não paravam de reluzir mesmo depois de caírem sobre o chão coberto por uma nevoa cinzenta que começava a aumentar sobre as águas e as margens da lagoa e da ilha. Mais lágrimas começaram cair dos olhos da menininha de uma ano e meio fazendo uma fina corrente de lágrimas luminosas como cristal que escorriam até o chão fazendo uma pequena poça de lágrimas luminosas que aumentavam sua luz à medida que escorriam dos olhos dela até o chão. Ela parecia muito frágil, mas eu sabia que possuía um poder grandioso dentro de seu espírito puro e angelical, ela emanava um amor e uma dor muito grande por tudo aquilo que estava acontecendo naquele momento. Eu queria que ela soubesse que estava em paz na escuridão onde me encontrava, e que minhas cinzas estavam sendo levadas em direção das estrelas por aquele vento frio que rodopiava minhas cinzas como se estivesse dançado. Francisco então começou a flutuar nos ares a uns quatro metros de altura acima do chão da ilha, sua Luz Azul começou a relampear raios azuis em todas as direções e sua voz soou como um estrondoso trovão quando disse a menininha de um ano e meio que tudo iria começar naquele momento: -Os que atacaram a Yamê Aram, não são os Quatro Bruxos que nos aprisionaram, eles são simplesmente marionetes de uma magia antiga e muito poderosa, mas, não tenha medo, eles não poderão nos tocar, podemos suportar o ataque deles, eu e você, desperte seu poder menininha, não esqueça que está livre e temos vivido em trevas todo esse tempo e aprendemos muitas coisas capazes de nos fazer suportar seu ataque, a prisão também nos ensinou o poder da liberdade! A menininha sorriu delicadamente contraindo os cantinhos de sua pequena boquinha rosada e respondeu às palavras de Francisco: -Sei usar o amor, mas também sei a dor, minhas lágrimas estão sendo derramadas pela primeira vez desde muito tempo, irei mostrar do somos capazes, meu medo já passou, agora, sei o que é ter coragem, Yamê Aram me ensinou que podemos quebrar prisões só com um simples beijo, não deixarei que o esforço dela seja em vão. Confio em sua palavras Franscisco, irei despertar meu poder adormecido que nunca usei. A menininha de um ano e meio abriu seus braços e levantou seus olhos para o céu e disse em alta voz: -Venham minhas lágrimas das dores, venham e jorrem sobre está terra, faça seu mar de lágrimas cobrir este lugar tenebroso com sua dor iluminada, venha chorar comigo, tu que nunca caíste de olhos nenhum, e ninguém te viu escolher como lágrimas, faça brilhar a Dor das Lágrimas de Luz neste momento, é o que tua filha pede! Imediatamente um rio de lágrimas luminosa começou a fluir dos olhos da menininha de um ano e meio em direção à poça de lágrimas que haviam caído sobre o chão daquela lagoa, assim que, o Rio da Dor das Lágrimas de Luz tocou a poça, uma explosão luminosa aconteceu sobre aquela lagoa e tudo que havia ali estremeceu, e um Mar de Lágrimas Luminosas nasceu daquela poça de lágrimas e começou a fluir em direção da menininha passando por dentro do Rio da Dor das Lágrimas de Luz e entrou dentro dos olhos dela, e então de suas mãos nasceram dois rios poderosos, o da mão direita era um rio negro e o da mão esquerda era um rio luminoso como as estrelas.

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers