BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

terça-feira, 22 de abril de 2014

O DIA QUE SÃO JOSÉ NÃO AJUDOU

Tudo quanto era desgraça acontecia quanto a Cobra Grande e a Puraqué resolviam andar juntas. A Puraqué nesse dia, arrumou uma confusão com a Cobra Grande, pra ela poder ir com ela na casa de uma prima delas chamada Neinha. A mãe delas havia dito que não era pra elas sairem de casa, mas falar alguma coisa com a Puraqué e a Cobra Grande, era o mesmo que falar com o vento, elas nunca ouviam ninguém, dáva até raiva nos outros de tanto que elas eram rebeldes e bravas. Eram bichos indomáveis da selva. Bicho do mato mesmo. E elas ainda riam dos outros quando davam algum concelho pra elas. A Cobra Grande tinha bicicleta, a da Puraqué, ela já tinha quebrado inteira, não me lembro muito bem por quê, deve ter sido num ataque de raiva, aquilo era terrível. Ai, a Puraqué pediu a bicicleta do Caba emprestada, um rapaz que trabalhava com elas no super mercado, a bicicleta dele tava novinha em folha, tinha acabado de comprá-la, e com muito custo e muito suborno, nem lembro o que prometeram pra ele, mas sei que era muita coisa, se não ele não teria emprestado sua nova bicicleta. Sairam escondidas, igual duas ratas, elas estavam de castigo nesse dia, e não podiam ser vista andando fora de casa. Essas duas nunca conseguiam andar igual gente, elas só andavam lapadas de bicicleta, em alta velocidade, pegaram a Avenida Vicente Reis em direção à Avenida Nações Unidas, que passava enfrente à Paróquia de São José Operário, numa velocidade tão grande, que nem mesmo o pobre santo conseguiu vê-las. Os carros businavam, as motos apitavam, os velhos chingavam, pois elas passavam destruindo tudo, como fosse um grande furacão, era sim a união delas, destruidora. Elas não tinham freio, só as bicicletas, mas também não usavam, os pineus chegavam cantar nas curvas daquela cidade tupinambá, os cachorros então, só latiam CÃIÃE CÃIÃE CÃIÃE! Mas, elas nem ligavam, eram poderosas e perigosas, as duas, ninguém sabia dizer quem era a pior, talvez fossem iguais. Viraram à direita na rua que ficava do lado esquerdo da Paróquia de São José Operário, que até parou de operar com o estrago que as duas passaram fazendo na frente de sua Igreja, elas não respeitavam nada, e olha que elas até tinham uma criação religiosa, mas seus venenos eram tão terríveis, que até os santos saiam da frente das duas. A Puraqué ia na frente, estava vencendo a Cobra Grande, a sua bicicleta, que pertencia ao Caba, moço simples tadinho, era nova e com vinte e uma machas, parecia um relâmpago nas mãos da Puraqué, já a Cobra Grande, tinha um pouco mais de cuidado, pois sabia que aquelas ruas e curvas feitas à toda velocidade, poderiam conter perigos mortais. -Para Puraqué, tu tá indo rápido demais, mana! Gritou assustada a Cobra Grande, quando já estavam chegando do lado do Colégio de São José Operário, onde havia uma lombada daquelas que quebra mola até de carro. -Tu é froxa demais Cobra Grande, tenta me seguir! Gritou segura a Puraqué, segura de que seu choque de cinco mil volts, capaz de botar todo mundo do curral do garantido, que elas moravam do lado, pra domir durante uma duas semanas seguidas. A Puraqué passou a lombada com tudo, atravessando a rua Oneldes Martins como um curisco, mas, um carro foi mais rápido que ela, batendo com tudo emcima da Puraqué destemida, que voou uns cinco metros pra cima, girando como uma palheta de motor, só que no ar, caindo novamente em cima do capus do carro, que a jogou uns dez metros de distância, no meio de uma praça enorme que tinha na frente do Colégio São José Operário. O barulho foi tão grande, que o pessoal do colégio saiu pra fora para vê o que era aquele estronho medonho. -Puta que pariu! Exclamou a Cobra Grande, freiando sua bicicleta com tanta força que o pineu chegou fazer fumaça!

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers