BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

O CURUMIM CHAMADO NETO

Muita coisa interessante você aprende morando no interior, claro que nada é fácil ou você conhece. Tudo é diferente, lógico, é vida de caboclo que mora no mato. Mas, nunca estamos totalmente desamparados ou abandonados por Deus no meio do nada, sempre há um anjo que decide descer até o abismo e ajudar pobres coitados sofrendo com eu. Meu anjo chamava-se Neto. Curumim criado na beirada do rio. Não tinha medo de nada. Nadava de noite n'água. Mergulhava pra desengatar malhadeira presa no fundo daquela água negra que nem um breu. Pegava jacaré pelo pescoço. Dava murro na cara de onça. Quebrava faca com soco. Nada podia feri-lo. Era praticamente um curumim de ferro. Corria no meio da mata melhor que veado, e olha que veado corre meu amigo, aquilo quando tá com cachorro no encalço, é igual corisco, se piscar não se vê. Neto era assim, um raio. Aliás, sua voz era tão estridente quanto um trovão daqueles bem agudos. Neto, remava com tanta perfeição, que chegava parecer um balé feito com o remo e suas mãos pequeninas dançando de um lado pro outro num grande casco que sua família tinha. Ele ganhava qualquer corrida de casco. Sim, lá não se corre em terra, só na água. Neto praticamente falava com os bodes, animais terríveis, que sobem até em árvores. Comem folha de jurubeba com espinhos que não furam, rasgam de tão grossos que são. Mastigam folhas de tucumã com mais espinhos do a vida como fossem chiclete. Acabam até com serrado, sem falar nas plantações que são devoradas em questão de segundos. Neto era assim, nada o detia. Ele passava por cima de tudo. Montava cavalo melhor que o vaqueiro do meu pai, que tinha medo, e dava desculpa que preferia prender o gado a pé. Tudo mentira, Neto nos contara que ele tinha era medo de cair de cima do cavalo. Neto se propôs a nos ajudar a aprender a ser caboclo. Nossa primeira lição fora aprender a remar. Parecia simples, ele fazia aquilo com tanta facilidade que seu casco deslizava perfeitamente sobre a água. Meu irmão, o Renoca, de cara já aprendeu. Eu fiquei um pouco reticente, aliás, nunca havia sentado num banco de casco, que dirá pegado no cabo do remo. Tentei dá uma desculpa de que precisava ir ao banheiro, Neto imediatamente repreendeu-me: -Gaga ali na beirada do rio. -O quê, você é louco, todo mundo vai me vê! Fiquei chocada com o que Neto falara, nunca fiquei pelado na frente de ninguém. Ele retrucou-me tirando sua roupa, ficando jeito que o diabo gosta,e eu também, e ainda balançou seu pinto, depois correu sobre a ponte e deu um grande salto triplo caindo dentro d'água fazendo um barulho que todos da casa correram para ver. Não sabia se ficava com vergonha ou se tirava minha roupa e pulava em cima dele. -Anda, tira sua roupa e vamos pular n'água! Disse ele sorrindo e balanço seus lindos cabelos lisos e negros. -Ai Neto, eu tenho vergonha de tirar minha roupa! Expliquei com a cara já invadida por todo sangue do meu corpo. Sou assim, fico vermelha igual pimenta quando envergonhada. -Para de frescura, tira a roupa e entra na água! Aquelas palavras pareciam ofender-me e ao mesmo tempo atiçar-me a vontade de ficar pelado junto daquele curumim, que pelo que eu estava vendo, iria tornar meus dias menos dolorosos. Ele mergulhava mostrando a bunda branca que tinha, como se fora a coisa mais natural que existisse, eu ao contrário, não gostava nem que minha mãe me visse trocar de roupa. Tinha sido criado assim, com todos os pudores. Neto era selvagem. Caboclo. Irreverente. Safado. Exibido. Sabia que era bonito. Sabia como as coisas funcionavam no mato, ou atrás do mato. Meu anjo veio torto para ajudar-me, mas acho que eu que desci até ele. Se anjos forem com Neto, quero ir pro céu, sim.

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers