BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

terça-feira, 17 de setembro de 2013

DONA BINHÍ A GRANDE FEITICEIRA X

       Dona Binhí pegou o meu prato e serviu-me primeiro, contrariando a forma como meu avô nos criava, ele falava que as crianças são as últimas a comer e que não podíamos escolher o que quiséssemos. Eu adorava a cabeça do peixe ou a costela, são as partes mais gostosas. pois possuem mais gordura, que amaçada com farinha e temperada com tucupi com pimenta malagueta, fica uma delícia, principalmente quando a cabeça é de tambaqui que tem o olho grande e dá pra amaçar com bastante farinha e cheiro verde, cebola picadinha e lógico tucupi com pimenta malagueta.

       Eu adoro pimenta malagueta, acho que é porque caboclo só come ela, geralmente as outras especies de pimenta são consideradas fracas demais para se temperar um peixe cozido. Costuma-se tomar o caldo primeiro, com bastante tucupi com pimenta malagueta e ainda adicionar umas gotas de limão, que em contato com o tucupi no caldo do peixe, deixa o sabor mais cítrico e a cor do caldo mais esbranquiçada, além de ser uma delícia.

       Dona Binhí encheu meu prato com uns quatro pedaços de paca bem grande, e colocou bastante farinha de mandioca, mas não dessas que tem aqui no sudeste que é fina como pó de trigo, a de lá da casa dela, era farinha de bago grande e muito amarela. Depois ela colocou umas três colheres daquelas grandes, bem cheias do molho que estava no fundo da panela, por cima da farinha, parecia que ela sabia tudo do jeito que eu gostava, minha boca ficou cheia d'água, ainda mais que a cor da paca estava bem vermelha devido o urucum utilizado para dá cor à carne, a pimenta-do-reino fazia com que cheirasse muito e fazia qualquer um tê fome imediatamente, era impressionante o quanto parecia está gostosa aquela comida.

       Assim que ela me deu o prato em minha mão, misturei a farinha com o molho, como sempre gostei de fazer e coloquei a primeira colher cheia da farinha misturada com o molho na boca. Hummm...nunca tinha comido algo tão bom em minha vida, o sabor daquela paca temperada por Dona Binhí estava divina, ou melhor, enfeitiçada por demais, perecia que iria comer aquela panela toda, na verdade eu queria era colocar farinha no resto que ficasse no fundo da panela depois que todos se servissem, mas se eu atrevesse-me a pedir isso iria comprar briga com meu avô, Dona Binhí, com certeza iria adorar me ouvir pedir a rapa da panela, e tenho certeza que não me negaria esse desejo, por que ela sabia quem eu era e estava disposta a servir-me.

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers