BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

A CASA MAL ASSOMBRADA XLIV

                        TEIA DE RAIOS.

       Conforme meu pensamento ficou mais forte, uma corrente elétrica começou a percorrer todo o meu corpo, aumentando sua intensidade numa velocidade enorme.

        Ela fazia com eu sentisse um prazer divino, algo como uma paz sublime, que parecia que eu estava sonhando acordado, todo aquele sentimento de medo, desespero, angústia, ódio, dor, desapareceram do meu coração.

         Eu estava feliz. Uma felicidade, onde o riso é música, onde a noite e dia são um só. Havia muita luz e energia na corrente elétrica, e ela continuou aumentando, até que explodiu. Raios vermelhos e amarelos explodiram da auréola de luz vermelha que estava em volta de mim.

        Muitas cores surgiram do meio dos raios, cores que nunca foram vistas por mortal nenhum. Os raios podiam me conectar a tudo, e ao mesmo tempo, eles tinham vontade própria, desejei que eles me conectassem com aquele espírito.

        Uma teia de raios amarelos e vermelhos saiu tocando a superfície da auréola de luz azul que envolvia o espírito, e a envolveu por completo, formando uma bola de raios conectados à aquela auréola de luz azul.

        Não havia mais luta. Ele não lutava mais. E eu não o ameaçava. Somente desejei saber seu nome, e um raio amarelo, maior do que todos o raios, atravessou a auréola de luz azul do espírito e atingiu a vértebra da coluna dele, de onde saíam luzes de um azul escuro luminoso.

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers