BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

A CASA MAL ASSOMBRADA XVI

O PORTAL .

        A Grande Águia Negra bateu suas asas voando com toda velocidade em minha direção. Havia uma enorme nuvem negra atrás dela. Era como se ela trouxesse uma negra noite atrás de si. Tudo onde tocava desaparecia naquela escuridão medonha.

        –Dessa vez você irá desaparecer criança insolente! Você blasfemou e fez julgamento contra uma autoridade real, e isso não tem perdão! -Falou uma voz de dentro da nuvem negra atrás da Grande Águia.

          Sua voz era tão pavorosa que meu corpo dentro da nuvem de fogo espirrou jatos de sangue. Senti que minha carne sofria naquele lugar mais uma vez. Minha ira aumentou sobremaneira.

        –Quem não te perdoará sou eu! Não tenho medo de você! Se eu morrer, você também morrerá comigo! -Gritei eu em resposta a Grande águia.

        Girei com minhas asas de fogo dobrando a velocidade. Todas as nuvens que cobriam aquele local haviam sido totalmente consumidas pelo furacão de fogo que minhas asas criaram.

        Agora, pedaços de terra, os restos das árvores mortas, montanhas, tudo estava sendo sugado para dentro do fogo que estava sendo produzido por mim.

        A Grande Águia Negra, também dobrou seu tamanho, e um grande buraco negro formou-se dela e veio em minha direção.

        -Mano, você sempre foi mais rápido que todo mundo! -Falou dentro do meu espírito a voz doce da minha pequena casolinha de dois anos.

         Minha ira explodiu, e com um grande grito, que nem de longe lembrava minha fina voz ou vice versa, eu girei tão velozmente, que o resto de sangue do meu corpo foi espalhado sobre todo aquele local.

         Quando o impacto com o buraco negro aconteceu, o fogo dentro e fora de mim aumentou de tal maneira, que tornei-me um portal de fogo, e engoli o buraco negro.

         Pude senti-lo dentro de mim. Uma explosão destruiu tudo a nossa volta. Somente um grande abismo formou-se em volta da casa. E todo o resto daquele local foi consumido pela explosão que ocorrera devido ao nosso impacto. Mas casa continuou intacta sobre um pico alto que subia do abismo, mas, sua largura era do tamanho exato da casa!

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers