BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

quinta-feira, 28 de junho de 2012

CAIR DE BOCA NÃO É BOM

Eu muito auto suficiente como sou, quando fora morar no interior, momento de maior terror da minha vida, tive que contar com a inteligencia, pois faltaram-me as forças. Acho que nem Deus imaginava que uma pessoa como eu, frágil, e muito delicada… pudesse parar naquele lugar horrível! Nunca desejei ter tanto dinheiro quanto ali onde morei dois intermináveis anos da minha vida caipira Pirapora Nossa Senhora de Aparecida rogai por mim toda pecadora, aqui na hora de minha morte. Amém! Era tudo que eu podia fazer. Ou no máximo, ver um boto rosa que ficava rondando as malhadeiras, redes de pesca que colocávamos no porto de casa. Mas esse , nunca subia em terra como eu acreditava que fosse verdade. Todo dia eu sentava numa pedra enorme que tinha na frente da casa, que ficava em uma enseada de massapé, barro característico das regiões de terra firme, e ficava ali olhando o rio de águas tão pretas como coca cola. HUM…QUE DELÍCIA! Se Deus caga é chocolate, se Deus mija é coca cola! NÃO SEI PRA QUÊ, QUE ISSO AQUI É SELVA? Mas lá onde me encontrava, nem Deus caga, não tem lugar é só mato! Eu se fosse Deus cagava na cabeça do Bolsanaro! Eu me preocupo com ele, e principalmente com o Silas Malafaia, Bispo Bento XVI, e meu Avô, que cantava vitória por ter consigo levar pro mato, coisa que ele conhecia muito bem, aquele pequeno e frágil meninhinho, branquinho, todo afeminado para o tornar homem. É que na cidade tava ficando difícil, o povo fala muito, e isso assustava minha família. Fomos num barco chamado Atalaia, mas, que não alertou-me que teria que puxá-lo pelo cabo pra terra. Esse cabo…Cabo… tinha ficado pra traz… infelizmente ele não pode impedir que eu fosse plantar mandioca com pé e olho pra cima. Onde está a lei quando se mais precisa dela? Quando chegamos perto do porto da casa, a força do motor foi diminuída, pra poder se manobrar o barco pra encostar. Quando encostamos, fui para a proa do barco, meu avô me empurrou , e eu caí de uma altura de uns três metros , de boca no lodo! Cai de boca não é bom! Essa foi minha primeira lição na selva! APRENDI VOVÔ! É A SELVA, FAZ MAL, NÉ?

Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers