BOAS VINDAS!

Obrigada por visitar meu blog! Espero que tenha gostado! Dúvidas e comentários serão respondidos com atenção. Para ler todos os posts de uma história, é só clicar nos marcadores!



YAMÊ ARAM

quarta-feira, 28 de março de 2012

QUITO O PERIQUITO QUE FALAVA!

Quando morei no Paraná do Moura, afluente do Rio Andirá, interior selvagem do município de Barreirinha, bem dentro das entranhas do grande Amazonas, ganhei um periquito Asa Branca.

Ele era bebezinho, todo pelado, não tinha uma pena. Feio pra caralho! Meu avô, lógico, penalizou-me dizendo que eu teria que cuidar dele, sozinha. Mas, não é muito difícil alimentar um periquito, eles adoram mingau de milho, e você ainda economiza, pois, não precisa adoçar.

 O milho faz as penas nascerem rapinho, processo que lá o pessoal chama de empenar, -agora sei por que galinha gosta dele, pinto também.

 Chamei meu periquito de Quito, -não aquele do Equador. - esse era amazonense mesmo, a única diferença, é que ele podia falar, pelo menos era o que me disse Dona Anna Caia. Segundo ela um periquito Asa Branca pode falar.

-Se você quiser, você pode ensiná-lo a falar. -Disse-me sorrindo.

-Eu achei que só papagaio que falava! -Exclamei assustada!

-Não, periquito também fala, pelo menos o  Asa Branca. -Afirmou-me Dona Ana.

 -E como faço pra ensiná-lo? -Questionei curiosa aquela parteira que também dominava muitos encantamentos ocultos.

 -Bom, quando ele criar pena, acorde de madrugada, em noite sem lua, coloque a gaiola onde ele dorme no local mais escuro da casa, envolva-a com um pano preto e fale durante três vezes a frase que você quer que ele aprenda.

Aquilo sou como macumba, mas ninguém duvidaria das palavras de Dona Anna. Eu não era louca pra fazer isso. Meu avô, imediatamente duvidou que eu iria acordar de madrugada para ensinar o Quito a falar.

 Por volta de uma três horas da manhã, levantei-me, fui até a cozinha onde estava a gaiola do Quito, cobri-a com um pano preto, e falei três vezes, ''Periquito rico da flor do bico, me dá um beijo meu Quito? Tru...Tru...fifiu...Essa foi a primeira madrugada de aula do Quito.


Google+ Badge

Google+ Followers

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguidores

Follow by Email

Google+ Followers